Paginas

Receba nossas atualizações

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Porque nossa classe está em extinção?


Boa noite amigos.
Hoje vamos ver como pequenas atitudes podem fazer uma grande diferença na vida de milhares de pessoas.


CONFEA
(Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia).

Lei Nº 4.950-A, DE 22 ABR 1966 (*)
Art. 5º - Para a execução das atividades e tarefas classificadas na alínea "a" do artigo 3º, Fica fixado salário-base mínimo de 6 (seis) vezes o maior salário mínimo comum vigente no País, para os profissionais relacionados na alínea "a" do artigo 4º, e de 5 (cinco) vezes o maior salário mínimo comum vigente no País, para os profissionais da alínea "b" do artigo 4º.

Art. 6º - Para a execução de atividades e tarefas classificadas na alínea "b" do artigo 3º, a fixação do salário-base mínimo será feita tomando-se por base o custo da hora fixado no artigo 5º desta Lei, acrescidas de 25% (vinte e cinco por cento) as horas excedentes às 6 (seis) diárias de serviço.

Veja o que acontece:
Empresa - Tenho uma vaga para fazer um projeto de manejo e preciso de seus serviços.

Profissional - Vai pagar quanto? Ou você me paga o mínimo estabelecido pela Lei ou esquece. Não vou sair de casa para ganhar menos do que é meu por direito e força da lei.


CFBIO
(Conselho Federal de Biología)

INSTRUÇÃO CFBIO Nº09/2010
"Dispõe sobre a sugestão do Piso Salárial para Biólogos"
Art.1º Estabelece a título de recomendação como salário-base mínimo para o Biólogo o valor referente a seis salários mínimo vigentes no país, a fim de que não se perpetue a distorção existente no mercado de trabalho.


Empresa - Se o cara ali não vai fazer o trabalho porque esta respaldado pela lei, seu conselho realmente é ativo perante a sociedade então como fazer este plano de manejo e ainda economizar?Já sei. Vou contratar um profissional que tenha as mesmas qualificações do anterior porem sem a pressão de uma lei federal pois ele tem penas uma SUGESTÃO  de salario, isso quer dizer que será mais fácil e seu conselho não irá se manifestar (como sempre)

Profissional - Bem, este salário esta muito baixo, mas  é um trabalho legal e vou aprender muito, sem contar que se eu não aceitar, outro vai aceitar porque a situação esta ruim para todo mundo.


Seria cômico se não fosse trágico, não é??
Devemos fazer valer nossos direitos, e para isso precisamos de leis e não de apenas simples sugestões.

Nossa profissão esta cada vez mais subestimada, cada vez menos valorizada e nos só estamos assistindo de camarote nossa própria extinção. Devemos parar de pensar e agir no mundo da fantasia (Walt Disney) e vivermos mais a vida como ela é (Nelson Rodrigues).

Eu amo a biologia, deixei uma carreira promissora na área tecnológica para fazer o que me dá prazer, porém isso não quer dizer que minhas contas vão parar de chegar todos os meses, que minhas roupas irão durar para sempre, que não terei gastos com transporte, alimentação, saúde ou seja, não é porque me tornei um biólogo que vou viver na era paleozóica.

Quero dar a meus futuros filhos uma ótima qualidade de vida, viajar com minha futura esposa, ou seja, ter os mesmos direitos que qualquer outro profissional, remunerado justamente, tem.
Estou pedindo demais?

Bem pessoal, já ultrapassamos os 25% do total de assinaturas.
Não deixem de continuar a divulgação da lista, hein?!
Vamos chegar as 20.000 assinaturas o mais rápido possível.



2 comentários:

  1. Olá! Acho a iniciativa muito válida e necessária, porém ainda merece mais discussão. Uma coisa que me ocorreu é, quem é o biólogo? É todo aquele que fez biologia na graduação ou são profissionais específicos como pesquisador, gestor, consultor, fiscal, etc... Digo isso porque, p.e., no caso do professor de biologia, esse já tem um sindicato que cuide do seu plano de carreira, garantias e direitos.

    ResponderExcluir
  2. O biólogo como prestador de serviço, coisa que universidade nenhuma considera, uma vez que a Biologia é a anos apenas formadora de pensadores, e não de profissionais.
    Isto tem que mudar, há uma lei (6.684/79) e um decreto (88.438/83) que dispõe sobre a profissão de Biólogo. E no inciso 2 do artigo 2º há bem clara a atuação a qual estamos defendendo "Orientar, Dirigir, Assessorar e Prestar consultorias a empresas, fundações, sociedades e associações de classe, entidades autarquicas, privadas ou do poder publico, no âmbito de sua especialidade."
    Este abaixo assinado será com certeza de maior valia para esta "nova" categoria de profissonais biólogos, que são os prestadores de serviço, que entendem que a universidade é importante sim, mas que o biólogo tem muito mais a oferecer atuando diretamente na sociedade, e não apenas no circulo acadêmico.
    Piso salarial, pois chega de empresas pagarem misérias para fazer o mesmo trabalho que Engenheiros (das mais diversas áreas) ou Gestores Ambientais são muito mais bem pagos.
    FORÇA BIÓLOGOS!! VAMOS BOTAR OS DEVIDOS PINGOS NOS "Is" E VALORIZAR NOSSO ESFORÇO E CONHECIMENTO ADQUIRIDO AO LONGO DE NOSSA FORMAÇÃO!!!!
    O biólogo é o UNICO, e isto não exagero, que sai de sua faculdade apto a tratar de TODAS as questões do meio ambiente, sem precisar fazer especializações ou qualquer pós-graduação.
    Não é nada mais justo do que receber um salário justo por estes serviços.
    Muito Engenheiro CIVIL, Administrador e outros das áreas humanas e exatas, que atuam na área ambiental por ter especialização na área, este é outro absurdo que nosso Brasil permite, pois as especializações são prostituídas e aceitam qualquer tipo de profissional independente da área, e o mercado absorve estes profissionais "franskenstein" pagando super bem, e ao biólogo que passou toda sua formação se preparando, restam as migalhas.
    CHEGA DE ABUSO!

    ResponderExcluir